expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

terça-feira, maio 15, 2007

Prato de Lentilhas! (publicado no Diário da Graciosa)

Fazia já algum tempo que não colaborava com o Diário Graciosa através destes pequenos espaços de opinião ou de desabafo sobre os problemas que afectam a nossa comunidade e a nossa ilha Graciosa.
Foi uma pausa pensada, e forçada pela circunstância de esperar algumas respostas aos desafios que vou fazendo à classe política Graciosense, em particular aos que estão ligados ao poder e ao Governo Regional.
Dizem que quem espera desespera, e assim é, ou tivesse eu paciência de Santo que, por defeito ou feitio, não tenho.
Mas cá vai a Graciosa, esperando que algo aconteça, que se vão lembrando de nós, que respondam aos nossos apelos.
Mais do que ser ausente do panorama decisório e estar longe da atenção que tanto anseia e merece, a Graciosa vai vivendo um confrangedor monólogo, em que cada vez mais são os cidadãos que vão manifestando a sua opinião sobre questões que urgem soluções, mas que não encontram resposta ou a devida e merecida atenção.
Muito vou lendo e ouvindo sobre o que se diz na nossa terra, e muito vou desesperando pelo actual estado das coisas.
Alguns políticos, que há vários meses nada têm a dizer aos Graciosenses, vão escondendo a sua vergonha por este abandono a que fomos votados. Será que, também eles já abandonaram o desejo de querer lutar pela nossa terra?
Há algum tempo, o partido do Governo dizia em comunicado que a sua “acção política consiste em falar para sermos escutados e não apenas para sermos vistos”.
Pois é, falar? Claro que sim. Ser escutado? Parece que não. Sem ser visto é apenas consequência de falar pouco e ser-lhes dada pouca atenção.
Para além disso, o que se exige no falar, ser escutado e ser visto é recíproco numa acção política de defesa dos interesses da comunidade que os elegeu, nas explicações dadas aos cidadãos sobre os assuntos que afectam o desenvolvimento, que são responsabilidade do governo que representam e nas respostas que se obtém da sua acção.
Presumo pois que, falando pouco, e nada sendo visto, é perfeitamente natural que os representantes do Governo na ilha Graciosa, se mantenham à margem do debate político Graciosense, não respondam a nada e se limitem a, de vez em quando, lançar uns comunicados pejados de ofensas pessoais e gratuitas, sem sombra de conteúdo e nada úteis para o bem da Graciosa.
Noto ainda que, outras vozes se vão mostrando inconformadas com o actual estado das coisas, com a ausência de resultados e com o cabisbaixo desempenho dos representantes do Governo na ilha Graciosa.
Gostava de ver maior empenho e menos atitude de vitimização quando a Graciosa clama atenção e espera resultados, mas conto já com um, mais do que óbvio, regresso à berlinda, ou não fossem unas promessas para lançar, umas obras para inaugurar em vésperas de eleições ou outras reinauguradas para deleite de quem rejubila por um prato de lentilhas.

Sem comentários: