expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

quarta-feira, março 31, 2010

Para Lamentocracia

O último período legislativo no Parlamento Regional trouxe à visibilidade mediática o estado de alma dominante no Partido Socialista e que se reflecte nas palavras, nas posturas e nas respectivas votações.
E nem sequer vou "esmiuçar" a cena para lamentar por parte do Deputado Francisco César, que, à vista, não demonstra qualquer arrependimento de que me tenha apercebido. Esperei em vão!
Por tal não me surpreendo, pois tem o incondicional apoio de uma bancada que, nos actos e nos ditos, assume a tese da imprescindibilidade, vertida nessa máxima de bolso que é o "quem manda aqui sou eu!".
Para lamentar, também, é a constante investidura na tese de Partido Único, em que tudo é um reflexo da vontade e da iniciativa próprias, principalmente a iniciativa alheia!
A democracia do PS Açores é a permanente demonstração de força perante a sociedade, a economia e o Parlamento.
A pressão sobre a liberdade traduz-se num claro: "só vale a pena se o PS quiser!".
Pelo meio, as propostas do PSD, quase exclusivamente, são reprovadas mesmo que mereçam o total assentimento de todos os outros.
Quem acaba por perder, ironicamente, é o próprio PS, que nada oferece ao sucesso da Governação, que deixou de o ser.
A sua inexcedível vontade de eliminar possibilidades de alternância no poder leva a que se abdique dos valores mais importantes. Tudo é menos importante do que ser o partido único no exercício de poder e na vontade de que as coisas aconteçam.
Para retrato do regime democrático estamos muito bem servidos. Faz lembrar um então ministro que dizia "quem se mete com o PS leva!" a que se junta o Socialismo Açoriano do: "só "apanha" quem é do PS!".
Ao empobrecimento económico fazem seguir o empobrecimento democrático. Talvez por isso continuamos nos 3/5 da percentagem média do PIB da Europa.
Após 35 anos de democracia, o regime dos Açores conseguiu adquirir vícios tais, que o seu destino só pode ser um; a oposição!
A evolução das sociedades ultrapassou o PS, que é hoje um obstáculo ao desenvolvimento. A sua lógica de partido único, de constante contrariedade perante os insucessos de um modelo que nunca chegou a ser... pensado, esgotam a sanidade política e age-se em manifestações de novo riquismo, a roçar a imbecilidade, muito para além do bom senso.
A mudança será para breve e será uma inevitabilidade, é, num título célebre: "a causa das coisas"! Em alternativa a um definhar de tiques de vontade única, com expressões inaudíveis ou indignas no ser, no querer ou no mandar!

Publicado no Diário Insular de 30/03/2010

2 comentários:

Anónimo disse...

Nos governos do PPD/PSD o nosso PIB era tres vezes (3) o PIB europeu.

Anónimo disse...

Tres não. Seis (6).
Era agente e os tios ricos d`Àmerca.