expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

terça-feira, outubro 05, 2010

Um Presidente que não gosta...

Na passada semana o PSD aprovou na Assembleia Municipal da Graciosa duas propostas claramente em benefício da população da ilha.
A primeira, de redução em 4,5% do IRS pago pelos contribuintes Graciosenses que reverte para o município, passando essa percentagem de imposto a funcionar como dedução à colecta a favor dos Graciosenses.
No dia em que Sócrates anunciava mais austeridade, o PSD actuou, aliviando um pouco a carga fiscal dos Graciosenses.
A segunda proposta foi a da realização de um referendo local para que a população se possa pronunciar sobre a intenção do Presidente da Câmara em demolir o Coreto da Praça da Santa Cruz.
Estas propostas irritaram o edil que não apreciou a atenção dada aos problemas e às questões que marcam o dia-a-dia dos Graciosenses.
O Presidente da Câmara não apreciou a proposta de redução do IRS. Não que isso implique qualquer rombo nas finanças da autarquia, afinal estamos a falar de cerca de 70 mil euros e a Câmara não se queixa da sua situação financeira, facto até bem demonstrado nos gastos que se vão vendo por aí. Mas a iniciativa Social-Democrata levou a uma generalizada aprovação das pessoas e à censura da insensibilidade do Presidente, e isso é insuportável para quem se acha acima de qualquer crítica.
Mas o que mais irritou os socialistas foi a hipótese que o PSD quer dar à população para dizer o que quer relativamente ao Coreto do centro da sua Vila classificada.
O Presidente da Câmara fez, e faz, de tudo para que isso não aconteça. Já decidiu que o Coreto é para demolir e, do alto da sua autoridade, finge que ouve alguém e faz de conta que aceita a crítica como forma de mudar de opinião. Mas já decidiu, e a simples hipótese da população se manifestar em contrário é motivo de irritação.
Começa a ser notória a inabilidade autárquica de um Presidente que só ouve quem lhe dá razão.
Estamos perante um Presidente que acha que tudo está mal. Desde as árvores que ladeiam algumas artérias da Ilha (como no caso do caminho do cemitério no Guadalupe) passando pelo centro de Santa Cruz.
Para o Presidente da Câmara tudo deve ter um "ar" moderno, e apresenta-se como alguém que apenas se motiva por esse impulso. Essa modernidade leva a que confunda a renovação com modernice, e fica patente a revolta popular perante tanta insensibilidade.
Começa-se a descobrir que, afinal, o Presidente da Câmara não gosta da Graciosa. Não gosta do aspecto e da história dos lugares, e não gosta do povo, sendo relutante em devolver um pouco do imposto que estes pagam. É um Presidente em processo de isolamento pessoal. No final todos seremos vítimas.
Até quando?


(publicado no Diário Insular de 5/10/2010)

2 comentários:

Anónimo disse...

Sinto pena que a graciosa esteje nestas situacoes e progunte porque tude isto porque as mudancas na graciosa trazem estes criterios uma ilha tao pequena acho que o nosso preciden-te deve ter tempo e restar para responder a tude mas aqui e come na algumes dos paises tude igual so a descurses ao poblico e quando querem entrar depois metem-se no gabinete e nao houvem o publico outra vez porque e que a graciosa nao pode mudar toudas as ilhas tem o direito de ser livres e os habitantes de ser escutasdos ap

Anónimo disse...

Sinto pena que a graciosa esteje nestas situacoes e progunte porque tude isto porque as mudancas na graciosa trazem estes criterios uma ilha tao pequena acho que o nosso preciden-te deve ter tempo e restar para responder a tude mas aqui e come na algumes dos paises tude igual so a descurses ao poblico e quando querem entrar depois metem-se no gabinete e nao houvem o publico outra vez porque e que a graciosa nao pode mudar toudas as ilhas tem o direito de ser livres e os habitantes de ser escutasdos ap