expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

terça-feira, abril 19, 2011

Os excessos da SATA

Na última semana, a companhia aérea dos Açores, propriedade da Região e paga pelos impostos dos contribuintes Açorianos, decidiu aumentar o preço a pagar pelo excesso de bagagem nos voos entre as ilhas e com o continente.
Alguns dias antes deste aumento, outro houve que veio inflacionar o preço das viagens aéreas entre os Açores e o continente. Tratou-se de um aumento da taxa de combustível, na ordem dos 50% e que levou a um aumento de 18 euros numa passagem de ida e volta, passando a taxa de combustível de 38 para 56 euros!
Este aumento foi justificado com a variação dos preços do petróleo nos mercados e com a variação do câmbio entre o dólar e o euro.
Já o aumento do preço a pagar por cada quilo de excesso de bagagem entre as ilhas dos Açores passou de 1,60 euros para 7 euros!!! E nas viagens entre os Açores e o continente aumentou de 5 para 7 euros!
No primeiro caso trata-se de um aumento de 437,5%, que o porta-voz da SATA justificou com o malfadado aumento dos combustíveis, a que acresceram "orientações IATA" e "práticas de mercado"!
É uma situação que não se compreende!
Desde logo, não se pode perceber que o aumento dos combustíveis sirva para justificar tudo e que essa justificação funcione como um multiplicar de aumentos sobre o mesmo bem!
Se já existe uma taxa de combustível que compõe o preço da passagem aérea e essa taxa sofre variações resultantes das alterações do preço do mercado do petróleo, já o aumento do preço a pagar por excesso de bagagem, se numa primeira análise se pode perceber que possa variar com os preços do petróleo, já num olhar mais atento percebe-se que não foi essa a prática seguida para a formação deste valor. Ou seja, se no passado o preço do petróleo não serviu para influenciar oscilações do preço a pagar pela bagagem em excesso, por que carga de água se vem agora justificar um aumento de mais de 400% com esse factor?
Para além disso, e mesmo que essa justificação pudesse ter algum pingo de lógica, que não tem pelas práticas anteriores, como é que se compreende um aumento tão exagerado?
Certamente que as tutelas que supervisionam a SATA terão alguma palavra a dizer sobre esta contradição e sobre mais esta machadada na mobilidade dos Açorianos que, cada dia que passa, se vêem com maiores dificuldades para pagar os brutais preços das passagens aéreas nos Açores.
Há ainda quem continue por aí a fazer de conta que baixou o preço das passagens mas a maioria dos Açorianos que se deslocam entre as ilhas e entre estas e o continente sabe bem que as viagens baratas são num número reduzidíssimo e, difíceis, mesmo muito difíceis de encontrar!

Publicado no Diário Insular e Rádio Graciosa

Sem comentários: