expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

quarta-feira, setembro 14, 2011

Entregues à sorte?

No próximo dia 9 de Outubro, cumpre-se um ano desde que o mar agitado destruiu parte do cais do Porto de Santa Cruz, na ilha Graciosa, expondo ainda mais a Vila de Santa Cruz a futuras intempéries..Tenho várias vezes ouvido que obras de mar devem ser realizadas preferencialmente de verão dadas as inúmeras vantagens em que assim aconteça.No entanto, quase um ano cumprido desde o temporal que se abateu sobre a Vila de Santa Cruz, o Governo limitou-se a retirar a parte do porto que caiu ao mar, e fez constar no comunicado do conselho do governo, aquando da sua visita estatutária, que iria mandar elaborar um projecto (sabe-se lá a quem ou quando) para a consolidação daquele porto.Nós já sabemos, pela voz do principal deputado do PS eleito pela Graciosa, que os comunicados do governo não merecem grande importância, como o próprio afirmou recentemente na Assembleia Regional, mas o que importava realmente era que se tivesse aproveitado o bom tempo que brindou os Açores nos últimos meses para concretizar uma obra que é de extrema importância para a protecção costeira da Vila Graciosense.Diga-se, em abono da verdade, que a Vila de Santa Cruz tem sido desprezada em termos de protecção costeira e de requalificação da sua zona marítima. Continuamos à espera da concretização da protecção costeira da Rua do Mar e Degredo, apesar dos muitos anos passados sobre estas promessas, e desesperam agora os habitantes daquela zona desejosos que o fim de verão não traga males de maior.É de lamentar que assim seja. A Vila de Santa Cruz continua de costas voltadas para a sua zona marítima e a Rua do Mar, que já espera há largos anos pela sua requalificação, fica abandonada à sua sorte aguardando que alguém se lembre que escreveu nos comunicados do Governo que aquelas obras eram para se fazer.Os Graciosenses sabem bem o que é esperar que um qualquer acto eleitoral traga a resolução de algum problema mais polémico e que suscite a necessidade de garantir alguns votos que vão fugindo. E nem as tentativas para fazer dos outros o espelho dessa forma de estar na política, como fez no fim-de-semana o presidente do PS Açores, podem esconder aquilo que já todos sabem na ilha Graciosa.Mais do que as questões políticas e as responsabilidades de quem se distrai a dar o dito por não dito, está em causa a segurança de pessoas e bens, a par do bem-estar de quem tem o privilégio de viver nesta maravilhosa ilha Graciosa.

Publicado no Diário Insular e Rádio Graciosa

Sem comentários: