expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Live Webcam SPOTAZORES

Live Webcam SPOTAZORES
Santa Cruz da Graciosa

quarta-feira, novembro 13, 2013

A Via Açoriana do Desemprego

(artigo de opinião de hoje no Diário Insular)

No dia em que comemorou um ano de governo, Vasco Cordeiro não podia receber pior notícia.
O desemprego nos Açores aumentou no terceiro trimestre de 2013 para 17,7%.
Trata-se do segundo valor mais alto do país, com a nota negativa de que apenas nos Açores se registou uma subida do desemprego no último trimestre.
São cada vez mais açorianos a viver o drama de não ter trabalho, a quem se somam muitos outros com um desemprego camuflado por programas ocupacionais que, mesmo recheados de aspectos positivos, não deixam de ser uma tónica muito preocupante para a verdadeira situação social que se vive nos Açores.
Em contra ciclo com o país, o desemprego nos Açores sobe no último trimestre, mas também sobe em termos homólogos. É, aliás, a região do país onde o desemprego mais sobe em relação a igual período do ano anterior (2,3%).
No seu primeiro ano de Governação, este "novo" governo regional limitou-se a assobiar para o lado, a repetir anúncios e a sobreviver politicamente na sombra da contestação às medidas de austeridade impostas pelo resgate financeiro a Portugal.
Não passaram 100 dias, passaram 365 dias e os Açores estão piores.
Não basta, portanto, passar a vida a falar mal do Governo da República. É necessário parar de "dourar a pílula" nos Açores como faz sempre o Governo Regional, e fazer verdadeiras opções que sustentem um desenvolvimento económico e social que não seja apenas um conjunto de medidas que ficam bem na fotografia, mas que não revelam resultados satisfatórios.
Chegamos ao cúmulo do Vice-presidente do Governo vir dizer que o aumento do desemprego é provocado por haver mais gente a querer trabalhar!!
Da mesma forma, ouvimos anúncios de uma grande medida de apoio aos idosos com o reforço do complemento regional de pensão, mas ao desmontar as palavras e passando aos números descobrimos que esse aumento se limita a 3 cêntimos de aumento por dia, isto é, 1 euro por mês.
As parangonas de publicidade e os gastos em propaganda com este anúncio do aumento do complemento regional de pensão são, certamente, maiores do que o valor gasto com o aumento em si mesmo.
O desemprego nos Açores tornou-se um flagelo social que atira para a pobreza famílias inteiras.
O Governo Regional ao comemorar o seu primeiro ano de legislatura deveria pensar seriamente no seu dever para com os açorianos e olhar para as consequências de continuar a dirigir a sua acção mais para a aparência do que para o que verdadeiramente interessa.
Esta Via Açoriana do Desemprego é ,sobretudo, uma via açoriana de pobreza e exclusão social.

Sem comentários: